Fórum de RPG sobrenatural.
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 14 de outubro - Hora do almoço - Voar

Ir em baixo 
AutorMensagem
Matthew Dawis

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/03/2017

MensagemAssunto: 14 de outubro - Hora do almoço - Voar   Qua Mar 21, 2018 10:30 pm

Saber voar


O instituto era tão bonito quanto eu imaginava que seria, e mesmo um mês depois de estar aqui, o deslumbramento não tinha acabado. Esse lugar era um sonho, e minha água concordava plenamente.
Mesmo com as aulas, e todas as coisas importantes que tínhamos que fazer, não deixava de parecer que estávamos de férias no país das fadas.
Ar livre e esticar as asas era tudo o que eu precisava. Pena que Cameron não era de afrouxar e deixar a gente escapar facil de suas aulas. Nem eu explicando veementemente que era um amante e não um lutador.
Assim, sem nenhuma escolha eu tinha ido a aula e mais uma vez, me arrebentado.
Eu tinha certeza que estava com algumas costelas fora do lugar, devido a falta de ar que estava sentindo, e mesmo com Cameron e alguns colegas insistindo para que fosse a enfermaria, eu preferia, curar quando deslocasse para a forma de águia.
Com a cura acelerada shifter, pra que raios eu precisava de enfermeira?
Tomei um banho quente e fui até o refeitório rapidamente, onde peguei um pouco de comida para viagem, ignorando os grupinhos e casais ali.
Eu não conseguia ficar em lugares fechados por muito tempo, assim eu preferia comer do lado de fora, e o local escolhido de hoje foi a clareira de rituais, porque eu pretendia mudar para a águia assim que terminasse de comer e em algumas pedras do círculo tinham bons lugares para esconder minha roupa.
Eu amava estar na minha forma animal, e o espírito animal em mim agradecia.
Voar e ver as paisagens, rios, pântanos e as janelas dos dormitórios femininos era a melhor coisa que podia existir.
Cheguei, no círculo de pedras, com mais falta de ar do que o normal graças a dor nas costelas e caminhei direto para o centro, onde havia uma mesa de pedra. Era bizarro, pois parecia aquelas mesas de sacrifícios, mesmo eu sabendo que aquilo não acontecia ali.
Fiz um esforço doloroso de sentar sobre ela, colocando meu saco de hambúrgueres do lado, e logo o abrindo tirando um dele de dentro e dando uma mordida.
A comida aqui era divina, e inconscientemente comecei a cantarolar enquanto mastigava. Era algo estranho que eu fazia, e minha mamãe Lucy dizia que era minha alma cantando, por apreciar as coisas.
Eu estava um pouco, distraído, mas mesmo assim, ouvi um estalar de galho vindo das árvores.
- Quem está aí? - Perguntei, procurando no meio das árvores, usando minha visão de águia - Eu posso te ver sabia?


Falou com: Pode ser você Citou: Mãe adotiva Vestido: assim

Thanks Abbs
Voltar ao Topo Ir em baixo
Valentina Schmidt

avatar

Mensagens : 16
Data de inscrição : 27/03/2017

MensagemAssunto: Re: 14 de outubro - Hora do almoço - Voar   Sex Mar 23, 2018 6:29 am


• falou: Matthew

Confesso que o instituto estava me surpreendendo bastante e de forma positiva, então que bom, já que Matthew andava bem sumido, acho que antes de entrar no instituto eu o via com mais frequência, as aulas específicas são divididas por raças então era pra eu conseguir ver aquela criatura, mas não estava tendo muito sucesso com isso.

Eu havia conseguido - com muito custo - não participar da aula de Cameron hoje, mas por motivos que eu não preciso entrar em detalhes, fui na enfermaria em busca de um remédio que graças ao Destino me deixou 'nova em folha'. Me arrumei para ir almoçar e já estava quase chegando ao refeitório quando vi Matt saindo com algo na mão, provavelmente seu almoço - a julgar pelo tamanho o de mais umas duas pessoas também -, segui ele de longe e Matt estava tão distraído que nem mesmo percebeu.

Eu sentia falta de passar um tempo com ele, logo vi Matt começar a comer na clareira, eu realmente pretendia assustá-lo - ou tentar já que em todos esses anos que nos conhecemos nunca tive sucesso nisso - mas ainda tinha esperança de algum dia conseguir, porém acabei pisando em um galho seco que se quebrou e anunciou minha presença.

- Quem está aí? - ouvi ele perguntar se virando e olhando para o meio das árvores - Eu posso te ver sabia?

- Não pode nada - falei saindo do meio das árvores e me aproximando - Se pudesse não estaria perguntando quem era - me sentei do lado dele e sorri - Isso não é jeito de cumprimentar sua melhor amiga sabia? - falei dando um leve cutucão nele com o ombro.

- Senti sua falta - me virando pra ele com um sorriso largo - Sabe que se sua intenção era ter um almoço romântico com alguém está faltando alguns toques mais românticos não é? - perguntei cruzando as pernas e me sentando de frente pra ele e hambúrgueres não são exatamente uma refeição ideal pra esse tipo de coisa, falei percebendo que ele tinha mais alguns - mais do que eu pensei - em um saco de papel - Ainda bem que não me importo com isso - falei enquanto pegava um hambúrguer e vi que Matt estava pronto pra falar algo levantei o dedo o impedindo antes mesmo dele começar - E não reclame, estou sendo uma boa amiga e fazendo o sacrifício de engordar junto com você - falei mostrando a língua pra ele e em seguida mordendo um pedaço do hambúrguer.


• vestindo: isso • local: clareira • se precisar editar avisa


Thanks Maay; from TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Matthew Dawis

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/03/2017

MensagemAssunto: Re: 14 de outubro - Hora do almoço - Voar   Dom Mar 25, 2018 9:55 pm

Saber voar


Eu estava incomodado por te sido interrompido em minha hora de paz e comunhão com a natureza (SQÑ), até ouvi Val retrucar com malcriação minha afirmação de que eu poderia ver e sair do meio das árvores. Óbvio que ela já chegou perguntando se era assim que eu tratava minha melhor amiga.
Eu conhecia Val desde praticamente sempre, e me lembro como se fosse ontem, quando conheci a menina moleque que tinha dois dentes faltando na frente, e agora tinha se transformado em uma gatinha. Espera. De onde saiu esse pensamento?
- Tratar como espertinha? Você atrapalhou meu momento de paz.
Eu sorri para que ela soubesse que só estava brincando. Val nunca me atrapalhava em nada, e embora eu fosse sociável, e gostasse de fazer amigos, a melhor companhia que eu sempre teria é a dela.
Val disse que sentiu minha falta, e não era nenhuma surpresa que eu também estava sentindo a falta dela. Desde que voltamos ao instituto não tive como passar tempo com ela como costumamos fazer quando estamos em casa.
- Eu também senti a sua blackcat.
Ela riu de mim e disse que se minha intenção era ter um almoço romântico eu estava falhando, e completou dizendo que ainda bem que ela não ligava pra isso. Eu nunca pensei em nisso, mas eu queria fazer algo romântico pra ela. Merda, lá vem esses pensamentos de novo.
- Não era pra ser romântico, visto que o único encontro que tinha era com a minha água. Eu preciso voar, e preciso me curar de algumas costelas machucadas.
Val fuçou meu saco de papel, e logo pegou um dos meus preciosos hambúrgueres e deu uma mordida. Eu ia protestar, mas antes que eu pudesse ela veio com o papo de ser uma boa amiga e engordar comigo.
- Você se lembra que somos sifters e nosso metabolismo é mais rápido do que o normal né. Sem contar que nossa alma animal, não nos deixa engordar. Então essa conversa é tudo conversa pra boi dormir.
No fim deixei que ela comesse, eu caçaria algo na forma de ave.
- Então… como está seus estudos aqui? É tudo que imaginava que fosse? Porque cá pra nós, conhecer um monte de sobrenatural diferente é legal, as aulas são massa, mas quase não tivemos tempo juntos ou para fazer as coisas que gostamos. - Dei outra mordida no meu lanche e mastiguei com cuidado antes de continuar. - Nem sequer combinamos nossas fantasias para a festa.
Foi quando me dei conta que talvez Val tivesse sido convidada por outra pessoa. Droga, eu só assumi que fariamos isso juntos como sempre. O pensamento dela ir na festa com outra pessoa me irritou, não sei o porque.
- Ainda vamos juntos né? Ou você vai com outra pessoa?
Eu senti que fui um pouco brusco, e estava fazendo tudo errado.
- Quer dizer… você quer ir comigo?

Falou com: Valentina Vestido: assim

Thanks Abbs
Voltar ao Topo Ir em baixo
Valentina Schmidt

avatar

Mensagens : 16
Data de inscrição : 27/03/2017

MensagemAssunto: Re: 14 de outubro - Hora do almoço - Voar   Seg Mar 26, 2018 9:43 pm


• falou: Matthew • citou: avó

Pode ser um tanto estranho pra quem não o conhece ver como Matt sempre preferia estar em ambientes abertos, mas eu já havia me acostumado com isso, nós sempre estivemos juntos, Matt era meu melhor amigo desde sempre, minha avó conhecia a família dele e nós dois praticamente crescemos juntos, o conheci depois da minha primeira transformação e vovó achou que seria bom pra mim conhecer outros shifters, acho que nem ela sabia que nos tornaríamos tão inseparáveis.

Me aproximei assim que Matt começou a falar que poderia ver quem era, eu duvidava muito, caso contrário ele já teria me chamado pelo nome ao invés de ficar falando que podia ver e nada mais, então sim, eu duvidava que ele estivesse me vendo, e deixei isso bem claro.

- Tratar como espertinha? Você atrapalhou meu momento de paz. - ouvi ele falar e fiz um pequeno bico como se tivesse acreditado naquilo, mas logo vi ele sorrir.

- Assim você magoa o meu coração Matt - falei ainda com um pequeno bico - E como posso atrapalhar seu momento de paz, se eu sou a paz em pessoa Matt? - falei abrindo um largo sorriso.

Por mais que eu já tivesse conhecido algumas pessoas desde que cheguei no instituto eu ainda sentia falta de estar na companhia de Matt, não tivemos a chance de ficar um tempo juntos, como sempre fizemos e era estranho não ter ele como companhia na maior parte dos meus dias.

- Eu também senti a sua blackcat. - ouvi ele falar e me chamar pelo apelido que havia me dado assim que descobriu em que eu me transformava.

- Poderia ter me mandando alguma mensagem passarinho - falei vendo ele fazer uma expressão séria ao ser chamado pelo apelido que eu sempre usei para irritá-lo, mas me lembrei que nos nossos últimos dias antes de chegar no instituto fizeram com que Matt perdesse o celular - Desculpa, eu esqueci que seu celular não sobreviveu ao nosso último passeio, mas não consigo acreditar que está sem até hoje - falei olhando pra ele, Matt não era tão viciado nessas coisas como eu e sei que se ele quisesse poderia muito bem passar meses sem celular.

Eu vi que ele estava com um saco cheio de hambúrgueres e falei que aquilo estava longe de ser um almoço romântico, afinal, ele precisaria de uma ajuda se a ideia fosse essa.

- Não era pra ser romântico, visto que o único encontro que tinha era com a minha água. Eu preciso voar, e preciso me curar de algumas costelas machucadas. - ouvi ele dizer e o olhei preocupada.

- Tem certeza que não prefere ir na enfermaria? - perguntei nitidamente preocupada com ele, eu sei que Matt não é uma pessoa fã de ir na enfermaria, mas e se ele se transformar piorasse as coisas antes de ajudar?

Mas eu podia sentir que estava com um pouco de fome e acabei pegando um dos hambúrgueres dele na sacola, eu vi que ele estava prestes a protestar, mas antes que Matt falasse algo lhe disse que o estava ajudando.

- Você se lembra que somos shifters e nosso metabolismo é mais rápido do que o normal né. Sem contar que nossa alma animal, não nos deixa engordar. Então essa conversa é tudo conversa pra boi dormir. - ele falou enquanto eu continuava a comer.

- Eu estava tentando arrumar uma desculpa mais bonita do que dizer que simplesmente estava com fome - falei mostrando a língua pra ele.

- Então… como está seus estudos aqui? É tudo que imaginava que fosse? Porque cá pra nós, conhecer um monte de sobrenatural diferente é legal, as aulas são massa, mas quase não tivemos tempo juntos ou para fazer as coisas que gostamos. - ouvi ele falar enquanto comíamos - Nem sequer combinamos nossas fantasias para a festa. - ele disse e olhei pra ele, eu realmente nem havia pensado muito na festa, na verdade eu nem tinha pensado se participaria, como não havíamos combinado nada, eu realmente cheguei a pensar que ele iria com outra pessoa, e algo dentro de mim não gostava muito dessa ideia, então eu realmente cheguei a cogitar em nem ir no baile para não ter que ver Matt com outra pessoa.

- Eu estou gostando bastante, é melhor do que eu imaginava e do que a minha vó nos contou - falei sorrindo, eu realmente estava amando aquele lugar, as coisas e as pessoas ali eram toda incríveis - Mas confesso que sinto falta de ter um tempo só pra gente - comentei enquanto terminava de comer o hambúrguer - Eu nem cheguei a pensar muito sobre a festa na verdade - falei com um sorriso sem graça pra ele.

- Ainda vamos juntos né? Ou você vai com outra pessoa? - ele perguntou, mas antes que eu tivesse tempo de responder Matt voltou a falar - Quer dizer… você quer ir comigo? - ele perguntou

- Então Matt, eu precisava mesmo falar sobre isso com você - eu falei tentando manter a expressão séria no rosto por mais que internamento eu estivesse louca pra rir da expressão no rosto dele - A verdade é que... - eu parei por alguns segundos e vi que ele a expressão séria no rosto dele, algo dentro de mim me dizia para preparar para correr assim que eu terminasse de falar - ...você demorou mil anos para se lembrar que sempre fomos juntos a essas coisas, achei que tinha me trocado por alguém - comentei com um sorriso - Eu já estava pensando se teria que contar para a sua acompanhante que você não é muito bom dançarino e iria acabar com os pés dela - falei com um sorriso divertido no rosto, porque na verdade, Matt era um ótimo dançarino, um dos melhores que eu já tinha conhecido na vida, não que eu tivesse conhecido muitos, mas você entendeu - Mas é claro que eu vou com você, mas eu quero uma fantasia bem diferente dessa vez - falei olhando pra ele.


• vestindo: isso • local: clareira • se precisar editar avisa


Thanks Maay; from TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Matthew Dawis

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/03/2017

MensagemAssunto: Re: 14 de outubro - Hora do almoço - Voar   Qua Maio 09, 2018 3:01 pm

Saber voar


Se tinha algo que me deixava tão em paz quanto voar na minha forma animal, era estar com Val. Ela era minha melhor amiga desde que eu possa me lembrar, e quando eu estou com ela eu nem via o tempo passar.
Parando para pensar, de verdade, eu não consigo ficar perto das meninas, com qual eu fico, quando não estamos… Enfim, elas têm sempre vozes irritantes e estão sempre falando e falando. Ao contrário de estar com a Val, que eu escutaria falar por horas…
Espera…
Idiota… tava bem na minha cara todo esse tempo, e eu desperdicei anos atrás de bundas fáceis.
É por isso que o pensamento dela indo com outra pessoa para a festa me incomodou tanto. Eu tomei a presença da Val na minha vida como garantida desde sempre, e nunca fiz nada para tonar ela permanente. E se ela arrumasse um cara que levasse ela para longe de mim?
Matthew, para um cara tão inteligente às vezes você é um imbecil.
Esperei ela responder a minha pergunta sobre a festa, com uma ansiedade que não era comum em mim.
- Então Matt, eu precisava mesmo falar sobre isso com você - Merda! - A verdade é que... - eu parei de respirar, e meu coração começou a doer - ...você demorou mil anos para se lembrar que sempre fomos juntos a essas coisas, achei que tinha me trocado por alguém. - Eu fodi tudo! Vi todas as minhas esperanças e planos recentes de fazer Val mais que um amigo, destruídas antes mesmo de eu ter tentado. Eu tinha uma merda de buraco no estomago. - Eu já estava pensando se teria que contar para a sua acompanhante que você não é muito bom dançarino e iria acabar com os pés dela - Eu fiz... Espera... o que? - Mas é claro que eu vou com você, mas eu quero uma fantasia bem diferente dessa vez.
Quando entendi sua brincadeira, toda a sensação ruim que eu estava sentindo passou, e fui preenchido com um alívio tão grande que, eu não sabia se estrangulava ela pelo susto, ou se a beijava de alegria.
A vontade de beijar ela era maior, mas me controlei. Eu não ia estragar tudo. Trazer Val para os meus braços, teria que ser algo muito bem planejado, eu teria que fazer ela se apaixonar por mim com tanta força, que nunca ia querer me largar, e eu nunca perderia sua amizade e seu amor.
- Sua pequena enganadora… eu quase morri do coração… já tava imaginando que você tinha um par e que eu iria parar em uma prisão sobrenatural, por matar o merdinha… você imagina o que fariam comigo, que tenho esse rosto lindo e esse corpo sexy em uma prisão?
Cutuquei seu lado, devagar lógico obviamente, e tentei aliviar o clima, para tirar de vez o amargo da minha boca por pensar que a tinha perdido.
Não resistindo a trazer ela mais perto de mim, passei o braço por trás de suas costas, e puxei sua cintura, até que ela tivesse o corpo todo colado ao lado do meu, e dei um beijo em seus cabelos. A dor nas costelas totalmente esquecidas.
- Mas é sério Val… eu senti sua falta esses dias… e tava hum… pensando.. Sempre vamos a esses encontros como amigo… e… porcaria isso é mais difícil do que pensei… você quer ir para essa festa comigo como meu encontro? Um encontro de verdade?

Falou com: Valentina Vestido: assim

Thanks Abbs
Voltar ao Topo Ir em baixo
Valentina Schmidt

avatar

Mensagens : 16
Data de inscrição : 27/03/2017

MensagemAssunto: Re: 14 de outubro - Hora do almoço - Voar   Seg Maio 14, 2018 12:45 am


• falou: Matthew

Não sei bem como explicar o fato de eu não me sentir tão a vontade com outras garotas da minha idade, não que eu não compartilhe de alguns dos interesses delas, mas não sei se por sermos melhores amigos ou porque ele me conhece desde sempre, mas pra mim sempre foi mais fácil e natural estar na companhia de Matt, com ele eu não preciso explicar as coisas, ele me conhece a ponto de saber as coisas sem que eu precise dar detalhes.

Estávamos conversando quando Matt me chamou para ir na festa com ele, como sempre fomos juntos em tudo, eu nem sequer esperava o convite, já havia dado isso como certeza pra mim mesma.

- Sua pequena enganadora… eu quase morri do coração… já tava imaginando que você tinha um par e que eu iria parar em uma prisão sobrenatural, por matar o merdinha… você imagina o que fariam comigo, que tenho esse rosto lindo e esse corpo sexy em uma prisão? - ouvi ele falar enquanto me cutucava.

- Você seria aquele por quem eles iriam brigar - falei e sem seguida abri um largo sorriso - Matt... - falei passando um dos braços sobre o ombro dele - ...a gente precisa conversar - falei séria o encarando - Se você algum dia na vida, for parar em uma prisão sobrenatural e acabar arrumando um companheiro por conta do seu rosto lindo e corpo sexy - falei ainda séria fazendo questão de usar as mesmas palavras que ele para se descrever - e sejamos sinceras, eu concordava com isso, Matt era lindo de fato - e logo continuei - Eu te mato se eu não for no mínimo a sua madrinha para a celebração dos votos - falei e comecei a rir ao ver a expressão no rosto dele.

Eu senti as mãos dele ao redor da minha cintura enquanto ele me puxava pra perto e logo senti seus lábios tocarem meus cabelos, apoiei a cabeça no ombro dele sentindo seu cheiro, aquela mistura cítrica e ao mesmo tempo fresca, que era tão familiar e me acalmava.

- Mas é sério Val… eu senti sua falta esses dias… e tava hum… pensando.. Sempre vamos a esses encontros como amigo… e… porcaria isso é mais difícil do que pensei… você quer ir para essa festa comigo como meu encontro? Um encontro de verdade? - ouvi ele perguntar e levantei meu rosto para encará-lo para saber se ele estava brincando eu não sobre aquilo.

- Matt... você está falando sério? - não entenda errado, não é que eu não acredite em Matt, eu só precisava ter certeza que ele não estava fazendo hora comigo - Você quer dizer tipo um encontro... encontro mesmo? - ok, eu admito a ficha estava demorando um pouco para cair, mas pelo menos o sorriso no rosto de Matt deixava claro que ele não estava 'bravo' por eu estar demorando pra assimilar aquilo - Claro que sim Matt - respondi só então me dando conta que provavelmente eu precisaria arrumar uma fantasia incrível.


• vestindo: isso • local: clareira • se precisar editar avisa


Thanks Maay; from TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Matthew Dawis

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/03/2017

MensagemAssunto: Re: 14 de outubro - Hora do almoço - Voar   Seg Ago 20, 2018 8:37 pm

Saber voar


A dor das lesões foram completamente esquecidas nesse momento, porque estar com Val tinha esse efeito em mim. Perdíamos a hora conversando, e nunca existia entre nós, um momento de silêncio desconfortável.
Ela é engraçada, linda e inteligente, e uma grande amiga, por isso seria uma namorada perfeita. SIM minha mente está indo por este caminho, e foi por isso que quase morri do coração quando pareceu que ela ia me dizer que ia com outra pessoa.
Respirei aliviado e fiz uma piada sobre matar o cara com que ela fosse e parar na prisão sobrenatural quando ela disse que precisávamos falar sério.
Fiquei tenso de novo, e ela começou a falar séria, sobre eu arrumar um companheiro na prisão, e que me mataria se não fosse a madrinha de casamento. Comecei a rir, ao mesmo tempo em que minha cabeça me perguntava, como tínhamos chegado a esse assunto.
- Você com toda certeza seria a madrinha. - Respondi sério quando consegui controlar o riso.
Voltei a falar sério, quando nervosamente tentava explicar para ela que queria que fossemos ao baile dessa vez como um encontro.
Sim, eu estava nervoso de pedir isso para ela, e mesmo que eu fosse um cara confiante e orgulhoso a maior parte do tempo, era diferente, pois era com Valentina, minha melhor amiga que eu estava falando. Eu podia estragar tudo o que tínhamos só por sugerir isso.
Para a minha surpresa, ela procurou meus olhos para ver se eu falava sério, e eu coloquei toda a sinceridade que podia no meu rosto. Por fim ela pareceu acreditar que eu estava sério sobre isso, porque disse que sim.
Eu fiquei muito feliz, e podia sentir minha Águia agitando as penas em contentamento.
- Uhuuu! - Levantei os braços para cima, uivando alto em alegria, o que foi um movimento totalmente errado desde que o saco de lanches que estava no meu colo caiu, e eu em reflexo para tentar pegá-los me abaixei rapidamente, machucando de novo minhas costelas, me lembrando que eu precisava mudar. - Ai droga isso dói!
Segurei as costelas para tentar aliviar a dor, mas me virei sorrindo um pouco para Val.
- Eu estou muito feliz, mas agora mesmo eu tenho que mudar para Águia para que eu possa curar, então… você se importaria de me ajudar com a camisa?
Perguntei com as bochechas vermelhas, mesmo sabendo que para mim e Val que somos shifters, a nudez não nos incomoda.

Falou com: Valentina Vestido: assim

Thanks Abbs
Voltar ao Topo Ir em baixo
Valentina Schmidt

avatar

Mensagens : 16
Data de inscrição : 27/03/2017

MensagemAssunto: Re: 14 de outubro - Hora do almoço - Voar   Ter Ago 21, 2018 6:04 pm


• falou: Matthew

Eu não tinha tanta facilidade de estar na companhia de outras pessoas, mas com Matt era diferente, estar com Matt era algo simples, natural, que não exigia esforço, era algo que simplesmente acontecia, e eu não tinha aqueles receios de fazer algo errado, eu estava acostumada com a presença dele, e sendo bem sincera, isso que a gente tinha - essa amizade desde sempre - era algo que me fazia bem.

Admito que nos últimos anos Matt deixou de ser aquele garoto magricela e ficou lindo, mas não pense que vou falar isso com todas as letras pra ele, ele não me daria sossego nunca mais na vida.

Ouvir Matt falar sobre parar em uma prisão sobrenatural foi no mínimo engraçado, afinal, ele consegue muito bem passar aquela sensação de que realmente está preocupado com isso, mas não poderia deixar de avisar que caso algo assim acontecesse, o mínimo que eu esperava era ser madrinha do casamento, ou união, ou sei lá o que seria isso. Essa minha afirmação arrancou uma risada de Matt e foi impossível não rir junto.

- Você com toda certeza seria a madrinha. - ouvi ele falar e sorri.

- Eu preciso disso documentado de alguma forma, antes que você mude de ideia Matt... - comentei sorrindo, sem conseguir ficar séria com o assunto.

Voltamos a falar sério quando conversamos sobre o baile, confesso que fiquei feliz com o fato de Matt me pedir para ir com ele, mesmo que tenha demorado um tempo para acreditar que ele estava me chamando pra sair de verdade, e não fazendo hora com a minha cara.

- Uhuuu! - ouvi ele uivar enquanto o saco com os lanches caia no chão, antes que eu pudesse me abaixar pra pegar, ou brigar com ele por desperdiçar comida, vi Matt se abaixando - Ai droga isso dói! - ele falava com as mãos nas costelas e se virou com um sorriso.

- Você realmente deveria ir à enfermaria. - eu falava sem conseguir esconder a preocupação em meu rosto, eu sei que ele iria se curar quando transformasse, mas ainda sim tinha medo de que fosse algo sério.

Matt é meu melhor amigo, eu o adoro, não tem como negar isso, mas tem hora que quero simplesmente arrastá-lo por aí, afinal, nunca vi um garoto como ele, o que tem de bonito tem de cabeça dura.

- Eu estou muito feliz, mas agora mesmo eu tenho que mudar para Águia para que eu possa curar, então… você se importaria de me ajudar com a camisa? - ouvi ele perguntar e vi que suas bochechas estavam vermelhas, não que eu estivesse muito diferente, afinal eu sentia o calor sob minha própria pele.

- Então o que ainda está fazendo assim passarinho? - comentei enquanto o ajudava a desabotoar a blusa, quando meus dedos escaparam do tecido e tocaram a barriga definida dele mas vi que ele continuava com uma das mãos sobre a costela, desviei minha mão pra cima da dele - Matt... - comentei levantando os olhos e o encarando, sem me dar conta de como estávamos perto - ...se quando você voltar do voo, não tiver melhorado nós vamos a enfermaria... - vi ele abrir a boca e levantei a mão tampando a boca dele o impedindo de falar antes que eu terminasse - ...isso não está em discussão Matt... - falei o encarando séria, mesmo sabendo que não conseguia disfarçar a preocupação em meus olhos - ...se eu descobrir que tentou me enganar, é bom mesmo você passar o resto da vida como águia, se não eu mesmo te quebro, entendeu? - falei sem conseguir tirar os olhos do rosto dele.

- Agora vai voar passarinho... - falei sorrindo enquanto me abaixava pegando o saco que havia caído e dava as costas pra ele poder mudar de forma.


• vestindo: isso • local: clareira • se precisar editar avisa


Thanks Maay; from TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Matthew Dawis

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/03/2017

MensagemAssunto: Re: 14 de outubro - Hora do almoço - Voar   Ter Out 09, 2018 7:14 pm

Saber voar


Grande, não tínhamos tido nem mesmo um encontro e eu já estava pedindo para ela tirar minha roupa. Se minha Ma dona Lucy me ver fazendo isso iria me dar uma surra e falar para que eu fosse mais cavalheiro com Valentina.
Só o fato de ter ela tão próxima, me fazia pensar besteira, e para alguém que nunca tinha visto Val daquele jeito antes de hoje, minha mente estava indo a mil na imaginação.
Ela veio me me ajudou com a camisa, e sua proximidade estava fazendo eu me envergonhar mais. Ela deve ter visto as contusões porque, me ameaçou dizendo que se eu não melhorasse depois do voo ela me levaria para a enfermaria, e que eu não devia tentar enganá-la, pois senão me quebraria.
- Não se preocupe princesa, um voo e vou estar novo em folha.
Sorri para aquilo, enquanto ela terminava de me ajudar com a camisa e se virava, me dando privacidade para a mudança e me dizendo para ir voar.
Antes que pudesse pensar no que fazia, a puxei de volta, dando um beijinho no canto de sua boca.
- Te vejo daqui a pouco.
Deixei seu rosto chocado para trás enquanto caminhava, já deixando minha águia tomar o controle e abrindo os braços para as correntes de ar no seu que me chamavam.


FINALIZADO - Falou com: Valentina Vestido: assim

Thanks Abbs
Voltar ao Topo Ir em baixo
Valentina Schmidt

avatar

Mensagens : 16
Data de inscrição : 27/03/2017

MensagemAssunto: Re: 14 de outubro - Hora do almoço - Voar   Qua Out 10, 2018 11:03 pm


• falou: Matthew

Eu poderia passa muito tempo ali conversando com Matt sem problema, isso se ele não estivesse machucado e isso não fosse visível, eu poderia muito bem tentar arrastá-lo para a enfermaria, mas sei que ele negaria e ficaríamos ali discutindo, talvez depois que ele voasse fosse um pouco mais fácil convencê-lo.

Depois de ajudar Matt com a blusa e ver o machucado dele, foi impossível não ficar preocupada, mas ele como sempre não parecia lear tão a sério o quanto aquele machucado parecia ruim.

- Não se preocupe princesa, um voo e vou estar novo em folha. - ele falava com um sorriso despreocupado no rosto.

- Assim espero... - comentei baixo sem ter muita certeza do que dizer, ok, eu sei que nos recuperamos rápido após uma transformação, mas isso não quer dizer que eu ache a ida na enfermaria desnecessária, pelo contrário, acho que é super válida.

Me virei e abaixei para pegar o saco de hambúrgueres que tinha caído no chão quando sendo Matt me puxar de volta e me dar um beijo no canto da boca, o que me pegou de surpresa e confesso que fiquei sem reação por um momento.

- Te vejo daqui a pouco. - ouvi ele falar enquanto se afastava e logo mudava de forma, me deixando ali sem saber o que fazer sobre o que havia acontecido.

Peguei a bermuda dele que caiu no chão assim que ele começou a voar e coloquei dobrada ao lado do saco de hambúrgueres em cima da pedra, coloquei a mão no meu bolso onde encontrei um pedaço de papel e escrevi um pequeno bilhete pra ele.

"Passarinho,
Fica bem logo... Se não já sabe... ENFERMARIA e não adianta negar...
Nos vemos logo...
Val"

Dobrei o bilhete e o coloquei no bolso da bermuda dele, olhei pro alto por um momento e bom, Matt não estava mais ali por perto, me afastei da clareira indo em direção a a cachoeira, chegando no lugar e me sentando fechando os olhos, deixando que aquele som de água me fazendo relaxar.


• vestindo: isso • local: clareira • finalizado


Thanks Maay; from TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Destino
Admin
avatar

Mensagens : 97
Data de inscrição : 04/09/2016

MensagemAssunto: Re: 14 de outubro - Hora do almoço - Voar   Dom Out 14, 2018 4:55 pm





xxx Ação Finalizada xxx
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.filhosdodestino.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: 14 de outubro - Hora do almoço - Voar   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
14 de outubro - Hora do almoço - Voar
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Ai eu me fudi :D
» Debug todo dia ...toda hora ¬¬
» Sistema de Voar Completo!
» CENA 1.2 - A HORA DO RUSH [TERRY BOGARD e ZANGIEF]
» Sistema de Quest Erro Na Hora de Compilar o Server

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Sons Of Destiny :: Clareira para rituais-
Ir para: