Fórum de RPG sobrenatural.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 04 de Setembro - Baia dos cavalos

Ir em baixo 
AutorMensagem
Elizabeth Brown

avatar

Mensagens : 26
Data de inscrição : 04/02/2017

MensagemAssunto: 04 de Setembro - Baia dos cavalos   Qui Out 19, 2017 6:00 pm



Antes de adormecer eu estava nas nuvens mesmo. Eu sei que é meio idiota, afinal eu conheci esse menino ontem, mas me dá um desconto eu sou só uma adolescente romântica. Timida, comedida, não me sinto à vontade com qualquer pessoa que não seja o meu pai. Eu estava tão feliz que, mesmo sendo tarde da noite, antes de dormir mandei uma mensagem para o meu pai dizendo que estava bem, feliz, e que a festa de boas-vindas foi muito linda.

Claro que não contei a ele sobre o Mike e sobre como ele fez meu coração se aquecer e borboletas voarem no meu estômago em menos de 24h.
Mas é que certamente meu pai ficaria com ciúmes, ou com medo de perder a garotinha dele. Aquele velho bobo não sabe o quanto o amo e como jamais vou abandona-lo. Com um sorrisão no rosto, adormeci agarradao ao meu travesseiro na minha nova cama ainda segurando o celular na mão.

Acordei bem cedinho com o sol entrando pela janela. Gosto disso, sabe? Sempre gostei de acordar com o sol fazendo carinho no meu rosto então sempre deixei a cortina um pouquinho aberta antes de dormir. O bom do instituso é que ele, assim como minha casinha, fica no meio da floresta, então eu me sinto bem mesmo aqui. De verdade. Não achei que fosse me sentir tão bem longe de casa e até me bate um pouco de culpa por saber que meu pai está sozinho. Mas enfim, acho que ele iria querer que eu estivesse bem. Esfregando o rosto e afastando a saudade pra lá, pulei da cama pra tomar um banho rápido, me vesti com jeans e camiseta e amarrei meu cabelo em um rabo-de-cavalo simples.

Saí do alojamento ansiosa para ver as novidades que o dia havia preparado para mim. Como nos foi instruido, fui direto para o refeitório onde li meu nome na lista de tarefas. "Uau! Que máximo! Vou poder cuidar dos cavalos!!" pensei quando vi o meu nome para limpar os estábulos. Eu amo cavalos, aliás, amo todos os bichos.

Animada, me servi e me alimentei bem rapidinho, saindo do refeitório até mesmo antes de ficar muito cheio de alunos por lá. Queria ir nos estábulos antes das aulas. Estava animada pra ir cuidar deles.

Segui as indicações das placas para saber onde ficavam os estábulos, e chegando lá fiquei maravilhada com o tamanho do lugar. Eu ia amar ter aulas de equitação com toda certeza. Me apresentei a um dos funcionários e expliquei que essa semana ajudaria com a limpeza. Então ele me deu um balde, uma escova e um ancinho. Me indicou onde ficava o feno e me deu as primeiras instruções de como eles faziam as coisas por lá. Eu já cuidei de cavalos antes então isso seria bem fácil e alegre pra mim.

O acompanhei até as baias dos cavalos. Tinham inúmeras baias e cavalos.O funcionário me pediu que primeiro limpasse e escovasse um cavalo lindo de pelo negro brilhante e manchinha branca na cara, me explicando pra ter cuidado ao escova-lo e que não ficasse atrás dele para que ele não se assustasse e me desse um coice. Perguntei o nome do cavalo que me foi apresentado, pois queria tratar cada um deles com todo carinho, e ele me informou que era uma fêmea e se chamava Noite.

- Olá Noite! - sorri para a imponente égua à minha frente colocando o balde no chão.- Meu nome é Elizabeth e eu vim cuidar de você... Prometo que cuidarei com todo o carinho. - continuei ao me aproximar, levando lentamente a mão ao focinho dela. Ela se deixou ser tocada e parecia apreciar o carinho.

Fiquei assim um pouco me conectando com ela, deixando ela me conhecer. Passando a melhor energia possível para ela. E ela parecia ter gostado de mim também.

- Eu vou pentear você, tá? - falei pegando já a escova e comecei a acariciar siavemente e crina dela. - Você tem uma crina linda, sabia?  - Noite demonstrou apreciar o meu toque e o elegio, balançando a cabeça de cima para baixo e emetindo sons alegres. Eu ri com a reação dela e continuei penteando-a com o maior carinho do mundo. Acho que estava fazendo uma amiga.
___________
Falou o funcionário dos estábulos e com Noite, a égua de pelo negro. Citou o pai e Mike.


Última edição por Elizabeth Brown em Qua Out 25, 2017 10:37 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mike Dreyer

avatar

Mensagens : 18
Data de inscrição : 30/03/2017

MensagemAssunto: Re: 04 de Setembro - Baia dos cavalos   Dom Out 22, 2017 8:33 pm

Mike Dreyer





Depois de dissipar a tensão do susto que Nikolai havia dado em nós, afinal tinha sido apenas uma brincadeira, não tinha porque ficarmos de cara viradas, afinal tínhamos acabado de nos conhecer e a intenção era aproveitar para nos conhecermos melhor, foi então que sugeri fazermos uma fogueira, assim Lizziew poderia se esquentar ja que estava com as roupas molhadas, e teríamos uma iluminação melhor do que as tochas que levamos. Para ficar perfeito só faltaria os marshmallows.

Nikolai e eu mal tinhamos entrado na trilha quando ouvimos um som horrível, era como o crucitar de um corvo, mas muito muito sinistro cara! Logo em seguida, antes que eu pudesse abrir minha boca para responder Niko, ouvi Boo gritando por ele e em seguida ouvi Elizabeth gritando por mim. Eu olhei para Niko e nós dois nem pensamos, simplesmente corremos de volta para onde tinhamos deixado as garotas.  

Corri até Liz de forma instintiva, eu sei que tinha a conhecido a poucas horas, mas simplesmente foi o que fiz.  Acabamos nos encontrando no meio do caminho, segurei a mão de Liz e perguntei -     Você está bem?   o que  - ...antes de formular a pergunta, ouvi uma voz atrás de nós e me virei ficando na frente de Liz.  Confesso que nesse momento eu quase gritei como uma mulherzinha, afinal ele não estava ali dois segundos atrás.

Quando me virei vi um homem não muitos anos mais velho usando uma farda de guarda-florestal que anunciou que o toque de recolher já tinha soado uma hora atrás.   -     Ah....a...oi, ja estamos indo.      - falei rapidamente, tudo que não precisávamos era uma bronca e uma reunião com a diretora sobre as regras que eu nem tinha lido no folheto de boas-vindas, ainda.

Eu coloquei a mão sobre as costas de Liz para conduzi-la, mas o guarda disse que estávamos na direção errada e então iria nos levar. Achei melhor não contraria-lo, afinal não queria que a gente se perdesse na floresta. Ele então se apresentou como Ernie, e disse que era guarda a muitos anos e que quando estivessemos perdido na floresta, podiamos chamá-lo.   -     Muito prazer Ernie, eu sou Mike, essa é a Lizzie, e esses são o Nikolai, Boonie, e Aimee . Ficamos curiosos para conhecer a cachoeira, mas perdemos a hora, prometo que isso não vai acontecer de novo.    - falei justificando e torcendo para que ele fosse legal e não nos dedurasse.

Seguimos o restante do trajeto em silencio e então quando chegamos na área dos prédios dos dormitórios eu virei para agradecer Ernie,mas ele não estava mais ali.   -    Ué, cadê ele?      - perguntei coçando a nuca.   -     Sinistro esse cara hein? aparece e some do nada.      -


Então me virei para Lizzie   -    Em qual predio é seu dormitorio? Se quiser posso te acompanhar.       - e então para a minha surpresa, ela estava no predio Diamante, o mesmo que o meu, somente em andares diferentes. Eu me despedi dos demais e então a acompanhei até o predio, e até a porta do dormitorio 06. Eu queria ficar e conversar com ela por mais tempo, queria saber muito mais sobre ela, mas como Ernie já tinha dito, o toque de recolher já tinha passado há bastante tempo e eu não queria colocá-la em encrencas, já basta eu que  vivia encrencado.   -    Foi um prazer te conhecer...uma pena que o passeio não tenha sido mais divertido quanto imaginamos, mas acho que podemos fazer isso outro dia... dentro do horário claro.       - e então antes que eu ficasse mais atrapalhado e desistisse, eu beijei o rosto dela rapidamente e disse   -  Boa noite Lizzie.        - e então com um sorriso e aceno, me afastei voltando para o elevador que me levaria para o meu andar.

Eu estava em Detroit e fugia de uma horda de zumbies, minha mochila estava balançando nas minhas costas e uma lata acabara acertando minhas costelas, sinal que minha mochila já estava ficando vazia. Meu tenis estava descolado no solado e toda vez que batia no calcanhar fazia plac plac plac....totalmente silencioso, SQN! Preciso de um novo tenis, bem que eu poderia encontrar um Nike ultima geraçao fabricado (é pq agora meus queridos, nada é fabricado em lugar algum)...mas com minha sorte, se eu tivesse uma meia e faixas para enrolar ja era lucro. Estava perdido nesses pensamentos quando do nada a minha frente um andante sai de um beco entre dois prédios tão pequeno que eu nem tinha notado sua existencia, e a apariçao foi tão abrupta que eu nao consegui parar e cai por cima do morto vivo.  PQP MORRI!

PQP! acordei gritando, completamente banhado de suor, meus cabelos estava grudados na minha testa e meu coração parecia a bateria do slipnot de tão alto que pulsava. Sentei na cama num pulo me levantando e olhei em volta procurando o zombie, mas tudo que vi foi as paredes brancas e a cortina balançando, demorei alguns segundos para me dar conta onde estava. Meu novo quarto no Instituto sobrenatural Filhos do Destino. UFA! foi só um pesadelo!!!

Tentei me recompor e acalmar minha respiração, milagre que nenhum colega de quarto avançou porta a dentro e soltando fogo pelos olhos, virando um lobo, ou sei lá o que meus novos companheiros são capazes de fazer. Quando olhei pro meu celular percebi porque ninguém veio ao meu socorro, ou querendo atacar um invasor. Eu estou atrasado pro café da manhã! BOA MIKE!

Escovei os dentes, vesti a primeira roupa limpa que puxei pra fora da mala (nota mental: desfazer as malas quando voltar) e sai correndo, agora não pra fugir de zombies, mas sim para comer, pois ainda estou em fase de crescimento e acredite, um adolescente tem fome de um batalhão de exercito.

Quando cheguei no refeitório entretanto fui pego de surpresa ao saber que ja tinha passado da hora do café da manhã. Um monitor me viu zanzando com cara de morto de fome e me explicou o horário Como assim não tem café da manha o dia todo? só porque eu acordei um tantão atrasado? Tentando me ajudar ou fazer parar de reclamar, ele tirou da mochila uma barra de chocolate e me entregou, disse que ajudaria até esperar a hora do almoço, então em seguida ele disse que eu precisava ir pro estábulos pois eu tinha afazeres para realizar. Caraca! meu pai realmente esqueceu de falar tudo isso. Agora ir para Hogwarts teria sido uma ideia melhor, afinal lá os elfos fazem a comida mais deliciosa do mundo e ainda limpam tudo.

Eu preciso contar um segredo sobre mim, quando eu estou com fome sou a pessoa mais rabugenta do mundo. Eu fui pelo caminho bufando, mas acabei cedendo e abrindo a barra de Hersheys e dando a primeira mordida. O chocolate derreteu na minha boca e a explosao doce percorrendo minha boca e parecia que penetrava em minhas veias, afastando lentamente o mal humor.

Quando eu cheguei aos estábulos eu já estava quase bom, e para melhorar ainda mais e me deixar  sorrindo abobalhado, eu ouvi uma voz doce que eu reconheci imediatamente, a dona da voz era a garota que eu fiquei pensando a noite inteira até que eu adormeci e dai fui transportado pra um sonho idiota com zombies.

Adentrei nos estábulos e da baia onde ela estava, onde a encontrei escovando os pelos de um cavalo negro que parecia satisfeito com o toque dela.   -     Eu não falo a língua dos eqüinos, mas acho que ele está bem satisfeito com o elogio.     - percebi que ela se assustou o que fez o cavalo se afastar também, logo me arrependi porque obviamente uma pessoa normal chegaria se dando oi, bom dia, ou qualquer coisa do tipo para se fazer notar.   - desculpa, eu não queria te assustar- falei fazendo cara de arrependido.
- Bom dia Lizzie...tudo b... - dei um  passo a frente e ao fazer isso o cavalo reagiu como se tivesse me alertando, rapidamente dei um passo para trás - ops, acho que seu amigo não gostou muito de mim... -


[INFORMAÇÕES]
Quem: LIZZIE
       
 


Última edição por Mike Dreyer em Ter Out 31, 2017 7:06 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Elizabeth Brown

avatar

Mensagens : 26
Data de inscrição : 04/02/2017

MensagemAssunto: Re: 04 de Setembro - Baia dos cavalos   Qua Out 25, 2017 11:16 am

Eu estava muito bem acompanhada. Pra uma menina tímida como eu, os animais sempre foram os meus melhores companheiros. Eu estava gostando demais de estar ali com Noite, conhecendo-a, me conectando com ela. Estavamos nos dando bem até então, e eu estava bem feliz e serena com isso. Estava me divertindo, e acho que Noite também estava.

O que eu não sabia era que meu dia podia ficar ainda melhor logo cedo. Confesso que eu estava distraída quando uma voz familiar me deu um pequeno susto para um segundo depois esquentar meu coração.

Mike escreveu:
-     Eu não falo a língua dos eqüinos, mas acho que ele está bem satisfeito com o elogio.

Eu olhei meio atarantada para Mike que estava atrás de mim, mas abri um sorriso ao mesmo tempo que acariciava noite que ficou um pouquinho agitada.
- Calma Noite.. heheheh Calma.... - falei sorrindo com alegria estampada nos olhos -Esse é Mike, e ele é amigo também.

Mike escreveu:
- Desculpa, eu não queria te assustar...Bom dia Lizzie...tudo b... ops, acho que seu amigo não gostou muito de mim... -

- Tudo bem, Mike! Vem cá! - sorri e acenei para que ele se aproximasse - Fica aqui do meu lado, que você vai ficar bem. O segredo é nunca dicar atrás deles, que eles podem se assustar e dar um coice. - expliquei com carinho ainda sorrindo - Deixa eu apresentar vocês.. Mike, esta aqui é a Noite. - eu ria alegremente e despreocupadamente - Ela é um doce de garota, não é Noite? Chega mais pertinho pra ela conhecer você e se conectar também. - olhei agora no fundo dos olhos de Mike - Tenho certeza que ela vai se apaixonar por você. - "Também" pensei no também sem pronuncia-lo. Qual o meu problema?

Envergonhada do que estava se passando naminha cabeça, limpei a garganta e deixando Mike e Noite se conhecerem, passei a pentear o flanco dela. Perguntei despretenciosamente (ou tentei parecer despretenciosa) sobre como ele estava.

- Ahm, e.. então... que susto a gente tomou ontem né? Hum... conseguiu dormir bem depois? Você também foi escalado pra cuidar dos estábulos?

Ai meu Deus do céu. Meu rosto queimando mais uma vez. Disfarcei mantendo os olhos na minha tarefa. Vou morrer. Tô parecendo uma louca, certeza.  Certeza também de que Noite está se divertindo horrores com a minha situação. Juro que ouvi um risinho dela se é que isso é possível.
___________
Falou com Mike.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mike Dreyer

avatar

Mensagens : 18
Data de inscrição : 30/03/2017

MensagemAssunto: Re: 04 de Setembro - Baia dos cavalos   Ter Out 31, 2017 7:06 pm

Mike Dreyer



Eu observava Lizzie com o cavalo, ela tinha um jeito natural com os cavalos, ela estava bem conectada ao seu lado fae, pois normalmente os animais gostam muito dos faes e confiam com facilidade, pois sabe que os faes também são criaturas da natureza. Ela acalmou o cavalo que tinha se assustado com minha presença, Lizzie nos apresentou, ela se chamava Noite.

Lizzie me ensinou como me posicionar perto de Noite,  eu era um garoto da cidade apesar de ser Fae e só tinha visto cavalos pela TV. Vergonhoso para um Fae.

Fiz conforme ela me ensinou e então acariciei o pelo negro do animal, era tão brilhante e liso, era uma sensação tão gostosa nas mãos que entendi o porque as pessoas gostavam de acariciar cavalos. -  Nossa...é tão macio...e sim, vou trabalhar aqui com você. Dei sorte!      - eu fiquei muito feliz ao perceber que estávamos na mesma escala de tarefas.

Quando ela comentou da noite anterior, eu senti a pele arrepiando e não foi de frio. -  Nossa aquilo foi muito estranho né? Eu fiquei pensando nisso ontem a noite e se talvez ele fosse um shifter corvo?       -


Eu me afastei um pouco do cavalo enquanto Liz o penteava, e olhei em volta um tanto perdido - O que será que eu tenho que fazer aqui?         -

[INFORMAÇÕES]
Quem: LIZZIE
       
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Elizabeth Brown

avatar

Mensagens : 26
Data de inscrição : 04/02/2017

MensagemAssunto: Re: 04 de Setembro - Baia dos cavalos   Qua Nov 22, 2017 1:26 pm

Engraçado como Mike sabe como me fazer sorrir. Me vem natural e é mais forte do que eu. Apesar de em alguns momentos eu morrer de vergonha, de me sentir uma completa idiota quando ele está por perto... aquele beijo no rosto que ele me deu ontem aqueceu meu coração. Me fez sentir em casa.

Eu penteava Noite, o que me ajudava a ficar serena também. A penteava e o convidei para fazer carinho nela. Ele achou o pelo de noite macio e me respondeu que tivera sorte em trabalhar nos estábulos comigo. Era isso mesmo? Ele estava feliz de trabalhar comigo ou nos estábulos? Gosto de pensar que se referia a mim. Sem tirar meus olhos de Noite, eu arrisquei responder.

Eu olhei meio atarantada para Mike que estava atrás de mim, mas abri um sorriso ao mesmo tempo que acariciava noite que ficou um pouquinho agitada.
- Fico feliz que possamos trabalhar juntos. Acho que vou gostar de passar mais tempo com você. - meu rosto corou na hora, mas não arrisquei a olhar para Mike. Senti Noite me olhar com aprovação. Estaria ela me dando coragem e me incentivando a falar essas coisas? Animais são bem sensitivos né? Ou isso, ou enlouqueci completamente mesmo.

Meio que sem graça, mudando de assunto, perguntei sobre os acontecimentos da noite anterior. Que só acabaram bem porque Mike me levou até meu dormitório e me deu aquele beijo doce no rosto. Sim, disso eu jamais me esquecerei. Mesmo que jamais... bom, deixa pra lá. Só estou sendo uma adolescente boba.

Mike escreveu:
- -  Nossa aquilo foi muito estranho né? Eu fiquei pensando nisso ontem a noite e se talvez ele fosse um shifter corvo?  -

- Espero que sim. Eu confesso que fiquei bem assustada com aquilo...   -  Disse baixando a cabeça para logo depois balança-la como se pudesse assim afastar o sentimento ruim da noite anterior.

Mike escreveu:
- O que será que eu tenho que fazer aqui?  

- Hum, vem comigo, vamos perguntar ao funcionário que me deu esse balde de equipamentos. Pode ser que ele tenha instruções pra gente.. - falei colocando a escova de volta ao balde e então disse para Noite - fica aí sendo linda que a gente ja volta, ok?

Sem pensar muito peguei na mão de Mike sentindo imediatamente o calor emanando da mão dele. Olhei nos olhos dele e sorri, e então o puxei em direção à entrada do estábulo para procurarmos o funcionário.
___________
Falou com Mike.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: 04 de Setembro - Baia dos cavalos   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
04 de Setembro - Baia dos cavalos
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Sons Of Destiny :: Estabulos-
Ir para: